Portal

Filhos de catadores de materiais recicláveis comemoram Dia das Crianças em associação de Montes Claros: 'O filho do catador também merece brincar e ganhar presente'


Além de presentes, as crianças também tiveram palestra sobre a importância ambiental e da reciclagem.

Filhos de catadores de materiais recicláveis comemoram Dia das Crianças em associação de Montes Claros
Crédito: Raissa Cardoso

A manhã foi de muita brincadeira para os filhos de catadores de material recicláveis e carroceiros na Casa de Acolhimento Amor e Vida, em Montes Claros.

Algumas famílias cadastradas na instituição estiveram presentes para comemorar o Dia das Crianças nesta segunda-feira (12). Foram distribuídos presentes, pipoca, cachorro-quente, algodão doce e brindes pela data.

"O filho de catador também merece brincar e ganhar presentes, nesta data a gente lembra também sobre a importância de ter uma infância digna", disse o presidente da Associação Amor e Vida, Josmar Xavier.

Ao todo, mais de 850 presentes foram entregues às famílias de catadores. Para evitar aglomeração, algumas crianças receberam os presentes nas casas onde moram.

Walson Soares, pai de cinco crianças e catador há 18 anos, considera o evento muito importante. "Se não fosse a instituição, eu nem teria condição de presentear meus filhos nessa data".

Além disso, Walson diz que os filhos já sabem reciclar e fazer a triagem dos resíduos de forma correta.

"Eu sempre ensinei a eles que o futuro do meio ambiente depende deles. Sempre temos essa conversa em casa", afirmou.

Durante o dia, algumas ações também foram realizadas com o objetivo de aumentar a conscientização das crianças acerca dos cuidados ambientais.

"Hoje estamos inaugurando o jardim suspenso, que contou com a participação das crianças que plantaram mudas de plantas medicinais. No jardim, também tem a escultura de borboleta que foi feita com resíduos recicláveis. Estamos sempre buscando apresentar às crianças a importância ambiental e passar a ideia de que os pais delas não são meros catadores, mas agentes ambientais", disse Josmar Xavier.

Antonio Lucca e Pedro Heitor, de 4 e 10 anos, são filhos do administrador especialista em resíduos da construção civil, Albert Santos. Eles deram uma palestra para as outras crianças sobre reciclagem e destino correto do óleo de cozinha, além de falar sobre a diferença entre lixo e resíduo reciclável.

"O lixo não tem mais uso, ele só polui o meio ambiente. Já os resíduos podem ser reciclados e gerar renda para os catadores", explicou Pedro.

O projeto

A Casa de Acolhimento Amor e Vida iniciou os trabalhos em 2013, mas somente no ano passado inaugurou o galpão de recebimento de materiais recicláveis coletados pelos catadores. O galpão conta com o apoio de órgãos como o Ministério Público, Prefeitura de Montes Claros e Sociedade Civil Organizada.

É possível que a população colabore com os atendidos pelo programa e com a limpeza da cidade, entregando materiais recicláveis no Galpão Amor e Vida, que fica na avenida Ovídio de Abreu, 419, Centro.

Raissa Cardoso


12 de outubro de 2020


Inter TV Grande Minas


Compartilhe:

Outras Notícias