Portal
Sociedade Civil Organizada
A união do bem para fazer melhor o bem

O Coletivo


Este coletivo nasceu das experiências dos idealizadores nos diversos desafios enfrentados em atividades relacionadas ao terceiro setor e tem o propósito de unir a sociedade civil em prol do desenvolvimento da cidade. Trabalhando em cooperação podemos contribuir, cada vez mais e melhor, para resolver os problemas que afligem a nossa cidade, atuando como parceiros do poder público. Esta iniciativa tem como objetivo atender:

São entidades privadas legalmente constituídas e que desenvolvem ações com finalidade pública, agindo como intermediárias entre a sociedade e o Estado. Foram assim nomeadas pela Lei Federal 13.019/2014, chamado de MROSC - Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil. Elas compõem o chamado Terceiro Setor e ainda são muito conhecidas pela antiga designação ONG (Organização Não Governamental).

Uma OSC, apesar da movimentação econômica em suas atividades, não visa a obtenção de lucro. Havendo superávit, ele não poderá ser distribuído aos seus dirigentes, mas aplicados integralmente para o cumprimento das finalidades previstas em seu estatuto.

São iniciativas de pessoas que se reúnem para um determinado fim, normalmente de caráter específico e temporário, sem a contituição de uma personalidade jurídica. Por este motivo, não podem assinar contratos, movimentar recursos, nem constituir patrimônio. Havendo necessidade, isso é feito por meio de pessoas físicas participantes que assumem esta responsabilidade ou de pessoas jurídicas que apoiam a iniciativa.

Os conselhos são órgãos criados por lei que os institui e define suas composições e competências. São importantes espaços de interação entre representantes do governo e da sociedade civil para debate e deliberação de políticas públicas relacionadas ao fim específico de cada conselho. Normalmente suas atividades se relacionam a análises, estabelecimento ou proposição de normas e fiscalização da prestação de serviços estatais e não estatais no âmbito de sua competência.

Rede Voluntariado


A Rede Voluntariado (redevoluntariado.org) é responsável pelo cadastro, controle e emissão de certificados de todo trabalho voluntário realizado no Coletivo.

A Casa da Sociedade Civil


Situada na rua Campos Sales número 20, no centro de Montes Claros, a Casa da Sociedade Civil é a sede do Coletivo. Neste espaço são realizadas reuniões e trabalhos colaborativos.

Fachada
Fachada
Sala de Reuniões
Sala de Reuniões
Sala de Atendimento
Sala de Atendimento
Mapa

Organograma


Organograma

Atendidos

Organizações da Sociedade Civil: entidades privadas legalmente constituídas e que desenvolvem ações com finalidade pública.

Movimentos e Projetos: iniciativas de pessoas que se reúnem para um determinado fim, sem a contituição de uma personalidade jurídica.

Conselhos: órgãos criados por lei dos quais participem representantes da sociedade civil.

Atribuições Executivas

Coordenação Geral: principal responsável por todo o coletivo, tendo como objetivo maximizar resultados. É quem nomeia os ocupantes para as demais funções, tendo o dever de liderar de forma participativa e buscando o consenso.

Gerência da Casa da Sociedade Civil: responsável por fazer acontecer as ações, articulando com cada uma das áreas.

Rede Voluntariado: responsável pelo registro e controle de todas as ações de voluntariado.

Facilitadores Institucionais: pessoas indicadas para articulação de ações de responsabilidade social pelas instituições apoiadoras, que são:

Assessorias

Comunicação & Marketing: responsável pela identidade visual e pela manutenção da boa imagem do coletivo e de suas ações junto à sociedade em geral, bem como pela transmissão de informações com eficiência para o público interno e para os atendidos.

Imprensa: responsável pelo relacionamento com órgãos de imprensa, canais de comunicação e influenciadores, gerando mídia espontânea, bem como pela coordenação do canal Notícias no Portal da Sociedade Civil.

Jurídica: responsável por oferecer o suporte necessário para que todo o trabalho seja desenvolvido em conformidade com a legislação em vigor.

Técnica: responsável pelo fornecimento de informações técnicas para subsidiar as ações do Coletivo.

Atribuições Especiais

Comissões de Trabalho: São constituídas por tempo determinado com o objetivo de atenderem demandas específicas.

Comitê Estratégico: Composto por representantes de instituições privadas que desenvolvem campanhas envolvendo OSCs com objetivo de compartilhar informações e definir estratégias visando otimizar resultados em suas finalidades comuns. Instituições congêneres da administração pública indireta também podem participar. Em caso de campanhas específicas poderão ser criados subcomitês temporários. Cada instituição pode indicar dois representantes. Participam do Comitê:

Conselhos

Objetivo geral: acompanhar os trabalhos do Coletivo SCO e apresentar proposições para melhorar resultados.

Composição: até 7 pessoas.

Mandatos: duração de 2 anos, sendo permitida uma recondução com renovação mínima de 30% dos integrantes.

Funcionamento: atuações individuais (em suas atividades normais e no acompanhamento do Portal da Sociedade Civil) e reuniões bimestrais online.

Direitos: os conselheiros podem consultar qualquer informação ou documento do Coletivo SCO ou do Instituto de Educação para o Desenvolvimento Sustentável, pessoa jurídica responsável pelo mesmo. Para conteúdos não disponíveis online, deverá ser agendado atendimento com a Gerência da Casa da Sociedade Civil, sendo facultativa a comunicação da informação ou documento que se deseja consultar.

Conselho Acadêmico

Requisito: titulação acadêmica ou experiência em gestão de instituição de ensino.

Objetivo específico: facilitar a aplicação de conhecimentos acadêmicos em benefício da sociedade através da articulação com as universidades e faculdades locais e da disseminação de conteúdos pelo canal Artigos do Portal da Sociedade Civil.

Conselho Empresarial

Requisito: líderança do setor empresarial.

Objetivo específico: facilitar a promoção da RSC nas empresas locais.

Conselho do Terceiro Setor

Requisito: experiência em entidade sem fim lucrativo.

Objetivos específicos: facilitar o desenvolvimento das Organizações da Sociedade Civil.

Para exercer função de liderança no Coletivo SCO a pessoa deve residir em Montes Claros e não possuir filiação partidária ou militância político eleitoral nem ser parente até 3º grau de ocupante de cargo político.

Quem Faz Acontecer



Adalton Silva
Conselho do Terceiro Setor
Alexandre Ramos
Comitê Estratégico
Allysson Danilo
Comitê Estratégico
Ana Maria
Conselho do Terceiro Setor
Anielly Costa
Conselho do Terceiro Setor
Antônio Carlos (Tunico)
Conselho Acadêmico
Bárbara Sampaio
Comitê Estratégico
Carol Nascimento
Assessoria Jurídica
Cléia Márcia
Facilitadora Institucional
Cleudima Araújo
Comitê Estratégico
Crisiele Cardoso
Comitê Estratégico
Cybelle Medrado
Conselho do Terceiro Setor
Dâmaris Durães
Comunicação & Marketing
Daniela Santos
Assessoria Técnica
Dinilton Pereira
Assessoria Jurídica
Domingos Neto
Comitê Estratégico
Dora Raposo
Comitê Estratégico
Edenilson Durães
Coordenação Geral
Ernandes Silva
Conselho Empresarial
Esmeraldo Pizarro
Comitê Estratégico
Fabiana Ramalho
Gerência da Casa da Sociedade Civil
Flávia Letícia
Conselho Acadêmico
Flávio Souza
Comitê Estratégico
Geraldo Drumond
Conselho Empresarial
Gilson Fróes
Comitê Estratégico
Gislayne Pinheiro
Conselho Empresarial
Jansen Santana
Conselho do Terceiro Setor
Jefferson Tolentino
Comitê Estratégico
José Avelino
Conselho Empresarial
Juliana Moura
Comitê Estratégico
Júlio César
Conselho Acadêmico
Junio Cota
Conselho Acadêmico
Karine Gomes
Facilitadora Institucional
Kelly Castro
Facilitadora Institucional
Leonardo Oliva
Conselho do Terceiro Setor
Leonardo Vasconcelos
Conselho Empresarial
Lívia Alves
Conselho Acadêmico
Lourival Caldeira
Comitê Estratégico
Marcus Caldeira
Conselho Acadêmico
Maria Inêz Mendes
Comitê Estratégico
Marina Gardim
Conselho do Terceiro Setor
Mércia Lucas
Rede Voluntariado
Naiara Ivo
Conselho Acadêmico
Neustan Boaventura
Conselho Empresarial
Newton Figueiredo
Conselho Empresarial
Núbia Primo
Assessoria de Imprensa
Núria Font
Rede Voluntariado
Rosângela Amaral
Comitê Estratégico
Samuel Nunes
Assessoria de Imprensa
Sidney Reis
Comitê Estratégico
Thiago Xavier
Comitê Estratégico
Vicente Leal
Comitê Estratégico
Virgínia Maia
Facilitadora Institucional
William Rocha
Comunicação & Marketing

Cléia Márcia
Facilitadora FIEMG
Edenilson Durães
Coordenação Geral
Fabiana Ramalho
Gerência da Casa da Sociedade Civil
Karine Gomes
Facilitadora CDL
Kelly Castro
Facilitadora Sociedade Rural
Mércia Lucas
Rede Voluntariado
Núria Font
Rede Voluntariado
Virgínia Maia
Facilitadora ACI

Carol Nascimento
Assessoria Jurídica
Dâmaris Durães
Comunicação & Marketing
Daniela Santos
Assessoria Técnica
Dinilton Pereira
Assessoria Jurídica
Núbia Primo
Assessoria de Imprensa
Samuel Nunes
Assessoria de Imprensa
William Rocha
Comunicação & Marketing

Antônio Carlos (Tunico)
Conselho Acadêmico
Flávia Letícia
Conselho Acadêmico
Júlio César
Conselho Acadêmico
Junio Cota
Conselho Acadêmico
Lívia Alves
Conselho Acadêmico
Marcus Caldeira
Conselho Acadêmico
Naiara Ivo
Conselho Acadêmico

Adalton Silva
Conselho do Terceiro Setor
Ana Maria
Conselho do Terceiro Setor
Anielly Costa
Conselho do Terceiro Setor
Cybelle Medrado
Conselho do Terceiro Setor
Jansen Santana
Conselho do Terceiro Setor
Leonardo Oliva
Conselho do Terceiro Setor
Marina Gardim
Conselho do Terceiro Setor

Ernandes Silva
Conselho Empresarial
Geraldo Drumond
Conselho Empresarial
Gislayne Pinheiro
Conselho Empresarial
José Avelino
Conselho Empresarial
Leonardo Vasconcelos
Conselho Empresarial
Neustan Boaventura
Conselho Empresarial
Newton Figueiredo
Conselho Empresarial

Alexandre Ramos
ADENOR
Allysson Danilo
Maçonaria
Bárbara Sampaio
Mesa Brasil Sesc
Cleudima Araújo
Rotary
Crisiele Cardoso
INEC
Domingos Neto
Mesa Brasil Sesc
Dora Raposo
Arquidiocese de Montes Claros
Esmeraldo Pizarro
Rotary
Flávio Souza
ASA
Gilson Fróes
Maçonaria
Jefferson Tolentino
Lions
Juliana Moura
ADENOR
Lourival Caldeira
Lions
Maria Inêz Mendes
RENOVA
Rosângela Amaral
RENOVA
Sidney Reis
ASA
Thiago Xavier
INEC
Vicente Leal
Arquidiocese de Montes Claros